S E X O L O G I A

 

 

 

MITO

 

 

 

A ORIGEM DO CARNAVAL

 

 

 

 

UMA VEZ BOTÂNICA

       Oi tudo bem? É bem legal e excitante a crônica UMA VEZ BOTÂNICA, mas agora eu quero saber qual é o vegetal da mulher?
E parabéns pelo o conto  É muito bom. Não é vulgar e ao mesmo tempo é muito excitante.
Se possível gostaria que você me enviasse mais contos para o meu e-mail. Um beijo.
 

Muito interessante a crônica UMA VEZ BOTÂNICA. Sensual!
 

            Menina UMA VEZ BOTÂNICA é lindo e sensual. Meu tronco chega ficou ereto. Li alguns contos teus e gostaria de poder corresponder contigo.
Não sei explicar, mais senti algo muito estranho quando li teu texto. Foi maravilhoso acredite!!! Amo fazer amizades mesmo que seja virtual.
Mesmo não te vendo estou te olhando, mesmo não te tocando estou te sentindo e isso é muito louco! Mais tudo bem a vida tem dessas coisas.
Depois me envia outros contos teus; pois adoraria poder sentir aquela coisa gostosa novamente. Depois de ler eu fico tentando te imaginar (minha imaginação é muito fértil).
Sinto que alguma coisa está me atraindo até você e não sei bem o que é. Mais acho que foi teu texto maravilhoso!
Menininha, não risca fósforo perto de um barril de pólvora que ele explode. Gosto muito dos teus textos, são muitos criativos. Você escreve muito bem Letícia.
Já pensou num encontro de um tarado e uma ninfomaníaca??? Somos loucos por prazer e por fazer sexo em todas as suas formas, dengoso, selvagem, profano, insano e quente.
Fico duro quando leio os teus texto.
 

           Oi Letícia a aula metafórica de botânica (UMA VEZ BOTÂNICA) foi interessante e excitante. 
Faz a gente ficar pensando nas descrições. Beijão para você. Caio.
 

            Em UMA VEZ BOTÂNICA você coloca todos os seres numa mesma escala.
O final é de um erotismo surpreendente. Elvis.

 

 

 

 

O QUE NÃO ESTÁ EM MIM, ESTÁ NO OUTRO
E O QUE NÃO ESTÁ NO OUTRO, ESTA EM MIM

 

 

 

 

SEXUALIDADE SAGRADA

 

 

 

 

ORGASMO