O poema

 

O poema se faz,
entre letras num papel.
Entre o olhar e o sentir,
o pensar e o viver.
Transformando singelas palavras,
em escudos.    


Versos sobressaem,
dentre destroços dos homens.
Estrofes se compõem,
surgindo o poema.
Meigos escritos,
guardam o desnudo da alma.

O frio da noite acaricia o coração poeta,
que chora de saudade
e morre por amor.
A essência do poeta,
é o sentir o invisível,
aos olhos nus dos homens corriqueiros.
Seu poema, sua poesia,
seu verso e sua melodia,
conduzem-nos ao real e ao imaginário,
ao distante e o perto,
ao possível e o impossível,
ao infinito e o finito.                                        

Comportamento se faz em rimas.
Se prende o salto do sapo,
o brilho das estrelas
e o sorriso de criança.
Em um poema tudo acontece,
é só começar a desenhar caligraficamente,
em um papel em branco.

 

Letícia Luccheze.