Ausência

 

Teu corpo forte, pesado,
excita-me em espasmos;
sobre o meu ofegante em desejos.  

As mãos fartas, macias,
enlouquecem-me em orgasmos;
sobre meus seios em nuanças.
Sua voz enrouquecida, doce,
molha-me a alma;
sobre o meu ouvido gemendo.  

A língua ereta, fria,
consome-me em gozos;
sobre a minha a pingar.  

O corpo sobre o meu, as mãos a pressionar;
a voz ao meu ouvido, a língua a torturar
e rígido endurecido a me invadir sem cessar.  

Por que não vens,
para me dar desejos ao te olhar?

 

Letícia Luccheze.