Abaixo Aquele Papo de Beleza Interior!

                        Mas uma menina é muito mais do que uma bunda.Você é bonita? Antes de responder à, a paranóia geral: malhar, silicone, escovinha, maquiagem, lipoaspiração, pintar o cabelo, cremes, loções, melecas, plástica, roupas, opiniões, gosto, comportamento... tudo para ser aceito, para parecer com o que querem que sejamos. É o ideal de Hitler da raça pura. Se as diferenças são eliminadas, fica todo mundo igualzinho. O que é bonito, afinal? Padrões sempre existiram. O homem das cavernas retratava a mulher gordona, com peitos enormes, aquela que dá a luz, que dá a vida, isso é que era bonito. Já o padrão de grande parte dos índios brasileiros era a mulher sem cintura, "caixote". Na renascença, o sensual era a mulher gordinha como a Monalisa. Se amanhã as passarelas européias ditarem que o bonito é a mulher sem braços, vai ser complicado. Então, para que se violentar, se enclausurar numa academia ou num salão de beleza? Será possível comprar beleza num salão? Podemos desobedecer o padrão. Não somos de plástico, não somos da Malhação. Somos muito mais. Somos pessoas de verdade. Uma coisa que eu adoro é ver como o rosto da menina fica corado quando ela está excitada, o cheiro do corpo, a temperatura da pele. E não sejamos hipócritas, não é o velho papo de beleza interior. Também adoro bunda, é superlegal, é sensual, dá tesão. Quando a gente perceber que além de bunda uma menina tem sorriso, língua, idéias, olhos, sentimentos, barriga, abraço, boca, cheiro, carícias, aí sim, vamos sacar a verdadeira beleza, o verdadeiro tesão. Eu prefiro namorar uma menina a uma bunda empinada.

 

                    André Luís Farias de Araújo
               17 anos, da faculdade de Artes Cênicas na UNB(DF).